fbpx

Átrio Esquerdo na IM

Átrio Esquerdo na IM

Marcador?

Compreender a valvopatia não é apenas saber sobre sopros ou indicar intervenção percutânea. O saber deve abranger uma análise de fisiologia e comportamentos hemodinâmicos variados, que sofrem influência tanto do grau das lesões, quanto do tipo de sobrecargas.

Sobrecargas de volume, de forma geral, cursam com hipertrofia excêntrica de cavidades musculares e dilatação de cavidades de condução, como são consideradas, superficialmente, as cavidades atriais.

Atualmente o estudo do átrio esquerdo tem se aprofundado e temos evidências consideráveis de que não se trata apenas de uma cavidade de passagem de sangue, mas uma cavidade com diversas características morfofuncionais importantes e que podem ajudar numa série de diagnósticos.

Em indivíduos que desenvolviam insuficiência mitral primária por degeneração mixomatosa, o tamanho do átrio esquerdo é fundamental para corroborar um possível diagnóstico de gravidade. Mais do que isso, ele também é um marcado de prognóstico e desfechos negativos.

Valores acima de 60mL/m2 estavam claramente correlacionados com piores desfechos. Indivíduos com fibrilação atrial, mantinham essa correlação negativa, mas com menor valor estatístico do que aqueles com ritmo sinusal.

Na grande maioria dos casos, o aumento do átrio esquerdo acompanha a repercussão no ventrículo concomitante, sendo a dilatação de ambos um marcador de gravidade na repercussão hemodinâmica.

De forma prática, o aumento do átrio esquerdo participa do diagnóstico da gravidade da regurgitação mitral, sendo condizente com a proporção instaurada pela insuficiência mitral. Além disso, é um marcador de repercussão hemodinâmica da severidade de cardiopatias, como disfunção diastólica. Também pode ser usado como indicador de intervenção na valvopatia, traduzindo todos esses aspectos de forma prática e aplicada.

Literatura Sugerida: Zoghbi WA. Should Left Atrial Size Influence the Decision to Intervene in Degenerative Mitral Regurgitation? J Am Coll Cardiol. 2019 Aug 20;74(7):871-873.

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print