Geral

Neo-Comissuras de TAVI

By 5 de abril de 2021 abril 10th, 2021 No Comments
Neo-Comissuras de TAVI

Neo-Comissuras de TAVI

Alinhamento fundamental

Pacientes com óstios das coronárias muito baixos, em geral, abaixo de 10 mm do plano do anel aórtico, apresentam risco elevado de uma temível complicação, a obstrução coronariana pelo implante de um TAVI.

Alguns dispositivos apresentam maior risco para a complicação, como aquelas próteses supra-anulares e que se “ancoram” na aorta ascendente.

Não apenas a oclusão aguda é temida, mas também o acesso em um futuro, visto que hastes de sustentação podem se interpor ao acesso habitual, dificultando e até impedindo o tratamento percutâneo de doença coronariana anos após o implante do TAVI.

Recentemente um estudo hidrodinâmico tentou avaliar uma performance melhor de fluxo coronariano de acordo com o posicionamento dos folhetos em relação às comissuras nativas e viu-se que estar alinhado era fundamental para não interferir nos vórtices de fluxo nos seios coronarianos.

Em um estudo piloto, pacientes que foram tratados com a prótese PORTICO tiveram modelos experimentais avaliados para que as comissuras estivessem alinhadas de forma padrão. Assim, desenvolveu-se um guia de posicionamento reprodutível com rotação de todo o sistema introdutor, guiado por marcadores na prótese que assinalavam as “neo-comissuras”.

Assim, além de facilitar o fluxo coronariano e não impedir um acesso percutâneo futuro, uma melhor expansibilidade do dispositivo foi alcançado. O impacto claro e direto disso é a durabilidade da bioprótese, que em uma configuração menos traumática e sem turbilhonamento, tende a calcificar menos e durar anos com excelente perfil hemodinâmico.

Como temos abordado em diversas postagens sobre TAVI, não basta mais saber indicar uma intervenção. Hoje a discussão está em como evitar complicações, como melhorar a performance hemodinâmica e durabilidade, como agir em um cenário de baixo risco tromboembólico.

A rotação do dispositivo implantado vem numa fase em que já se levanta discussões sobre como simplificar o procedimento e torná-lo factível em larga escala. Seguindo o passo a passo, ficou bem mais simples e o impacto positivo é evidente.

Literatura Sugerida:
1 – Tagliari AP, Vicentini L, Zimmermann JM, Miura M, Ferrari E, Perez D, Haager PK, Jörg L, Maisano F, Taramasso M. Transcatheter Aortic Valve Neo-Commissure Alignment with the Portico System. EuroIntervention. 2020 Dec 22:EIJ-D-20-01095.

Compartilhe esta postagem

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on print

Deixe um Comentário

Privacidade e cookies: Este site usa cookies. Ao continuar no site você concorda com o seu uso. Para saber mais, inclusive como controlar cookies, veja aqui: Política de cookie

As configurações de cookies deste site estão definidas para "permitir cookies" para oferecer a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar as configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, estará concordando com isso.

Fechar