TriClip

Alternativa para a IT

Desde um bom tempo na cardiologia, já sabemos que a insuficiência tricúspide não é apenas um marcador de gravidade de outras lesões valvares, mas uma entidade própria com sua evolução desfavorável quando não adequadamente manejada.

A maioria das publicações mostram que a abordagem cirúrgica convencional isolada em pacientes com insuficiência tricúspide funcional não traz benefícios para sobrevida em relação ao tratamento clínico otimizado.

Mas sempre que se aborda esse assunto, surge o clássico comentário: Mas com as novas tecnologias isso pode mudar… De fato, então vamos entender essa “tecnologia”.

O tratamento transcateter mais utilizado é o Edge-to-Edge, similar ao tratamento transcateter da valva mitral. Quando usado do lado esquerdo, é chamado de MitraClip e já tem 2 versões para utilização comercial.

A versão para o tratamento do lado direito foi denominada TriClip e sofreu algumas alterações estruturais (sejamos sinceros, apenas mudou o nome…) para melhor se adaptar à anatomia da valva tricúspide.

Interessante que os achados vistos ao longo de 1 ano são muito promissores. Houve melhora da qualidade de vida, redução de reinternação, uma baixa mortalidade, mesmo sendo um grupo de pacientes de alto risco e um resultado técnico seguro e durador nesse período.

O ventrículo direito também apresentou um remodelamento reverso reduzindo seus diâmetros e melhorando sua performance, assinalado por melhora em parâmetros como TAPSE e FAC.

No entanto, ainda não temos um trabalho randomizado de qualidade comparando esse procedimento com tratamento clínico otimizado para entendermos se há real benefício nesse grupo seleto de pacientes.

O cenário é otimista e os resultados iniciais incentivam a colocar essa técnica no arsenal terapêutico de pacientes graves com insuficiência tricúspide funcional e alto risco cirúrgico. Mas saber o quanto é melhor e se é melhor? Ainda faltam dados.

 

Literatura Sugerida:

1 – Lurz P, Stephan von Bardeleben R, et al. TRILUMINATE Investigators. Transcatheter Edge-to-Edge Repair for Treatment of Tricuspid Regurgitation. J Am Coll Cardiol. 2021 Jan 26;77(3):229-239.


 Baixar Artigo 

Deixe um Comentário

Privacidade e cookies: Este site usa cookies. Ao continuar no site você concorda com o seu uso. Para saber mais, inclusive como controlar cookies, veja aqui: Política de cookie

As configurações de cookies deste site estão definidas para "permitir cookies" para oferecer a melhor experiência de navegação possível. Se você continuar a usar este site sem alterar as configurações de cookies ou clicar em "Aceitar" abaixo, estará concordando com isso.

Fechar